Mais desenhos…

Fãs, vocês lembram do concurso de desenho do Borges? Caramba, foi muito legal aquela época, todo mundo me desenhando, me senti um grande rei da antiga França monárquica…. Quem não lembra, basta acessar aqui e ver os desenhos que chegaram: http://borgesogato.com/category/concursos-borges/

O fato é que algumas pessoas ainda me desenham por aí, olha esse que recebi outro dia, depois do concurso.

De Moises de Macedo Coutinho de Mogi Guaçu, SP

Se não bastassem os fãs, mamãe também me desenha, vocês viram na fanpage? Ela fez um desenho meu e da Christie!

Christie e eu na versão da mamãe

Aí, fãs, eu resolvi fazer a Christie relembrar dos tempos dela de camisa de força e olha como alterei o desenho da mamãe. hehehehhe

Trollei o desenho da mamãe

Além desse aí, mamãe fez um desenho de mim sentadinho, olha como tô bonito. hehehe

Mamãe me desenhou, só que parece que eu estou no tapete do Aladin voando! hehehehe

Fãs… qual deles vocês gostaram mais? Não tem mais concurso, mas você que gosta desenhar também pode mandar seu desenho pra mim borgesogato@hotmail.com e vê-lo publicado aqui no blog!!!!

Lambeijos!

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

Um pai que nem a gente

Papai,

Você também tem o corpo coberto de pêlos, vive deitado no chão, gosta de dormir de tarde, não gosta de trabalhar, fala com a gente, come com a gente no chão, lambe a gente, carrega a gente pela pelanquinha do pescoço e lê histórias do Dom Quixote. Pai, te amamos porque você é um desumano no melhor sentido felino que um gato pode conceber. Feliz dia dos pais!

Papai comigo igual pele de bicho chique.

Christie ouvindo papai conversar no telefone

Papai não sabe muito bem a hora em que a gente não quer tirar foto

Christie gosta de ficar que nem um papagaio no papai

Christie enche papai de beijinhos

E papai devolve os beijinhos na gente

Toda manhã é assim aqui em casa. Mamãe vai trabalhar e é a gente que acorda o papai.

Festinha de aniversário – 1 ano do Borges

Fãs,

Descobri o que é aniversário. Mario Grey me ligou de manhã e disse que eu poderia usar o castelo dele pra fazer uma festa. Mamãe comprou uns cones pra gente colocar na cabeça e não gostei nada, pois os cones tinham carros desenhados e eu odeio carros. Vovó me deu mais uns 10 cachecóis de presente, meu vovô me deu uns 50.000 cascudos de presente e mamãe me deu uma torta de presente, mas que não era pra eu comer, porque gato não pode comer torta. Então ficamos envolta da mesa, enchapelados, cantando aquela música chata de parabéns pra você e todo mundo desejando muitos anos de vida, , mesmo sabendo que gato não passa dos 20!! #falsos.

Eu já estava triste com tudo isso, pois tive que usar cone na cabeça, ouvir parabéns pra você e ganhar uma torta que não poderia comer. Foi aí que mamãe e papai apareceram com uma surpresa, uma comida especial pra mim e pra Christie e começou a festa dos gatos! Bolinho de atum pra todo mundo e a primeira fatia foi pra mim, a segunda também e a terceira também… obrigado a todos que participaram da festa. Obrigado, Mario Grey por emprestar o castelo e obrigado a todos os fãs que me deram parabéns. Amo vocês!

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

Mamãe colocou um cone na minha cabeça

Christie tb não escapou, todo mundo teve que usar cone

Esse aí é o Mario Grey na hora que mamãe falou pra ele: Grey, vamos cantar parabéns!

Aí começou aquela coisa doida de todo mundo tentar matar mosquito ao mesmo tempo e cantando aquela música chata que é igual em todas as línguas

Se eu tivesse saco, teria ficado bem de saco cheio disso tudo, me restou torcer a cara.

Foi aí que mamãe disse que eu tinha também um bolo de atum pra comemorar!!!!

Christie e eu caímos dentro do bolo. Tio Grey disse que tava de regime pq tá muito pançudinho. hahahahahha. Essa foi a melhor parte do aniversário.

Os irmãos Andy e Warhol

Fãs,

Aqui em casa a gente brinca de artista. Tanto que eu tenho na sala da minha casa um quadro surrealista que meu pai fez de mim sob o gênio de Dali, lembra? Aqui ó: clique

Nessa tarde, minha irmã e eu estávamos deitados na cama e olhávamos umas figuras em um livro de arte, muitos com lindas pinturas de gato. Ficamos brincado de ser artista, ela dizia que era Frida, eu dizia que era Rivera, ela dizia que era Picasso, eu dizia que era Goya, depois eu quis ser Andy Warhol e ela também quis. Deu maior briga, pois eu escolhi primeiro. Até que veio o papai, tirou uma foto nossa e falou: mas por que os dois não ficam sendo o Andy Wahrol? Como assim, perguntei. Ora, ele disse, um fica sendo Andy e o outro Wahrol. Eu gostei da ideia e fui logo dizendo que Wahrol era eu, pois é um nome mais forte, Andy é de menininha. Depois papai levou a gente pra frente do computador e ficou horas e horas montando nossas imagens com cores como se fôssemos mesmo pintados por um artista, eu me senti uma obra de arte.

Ass.: Borges, o gato.

Um abraço do tamanho do mundo

Os gatos deveriam viver que nem as tartarugas, disse papai quando soube que tio Poteusso morreu.  Pai estava triste, conversando comigo no seu colo. Mas se os gatos vivessem que nem as tartarugas eles seriam lentos, não pulariam em tudo, não rolariam pelo chão, não correriam barulhentos pela casa. As tartarugas vivem muito porque levam dois dias só pra chegar até o pote de comida, elas vivem mais, mas no final das contas vivem menos. Papai só me olhava sério e disse, mas é que a morte é muito ruim, filho, você é muito novo, não sabe dessas coisas. Papai, você também nunca morreu pra saber alguma coisa dela. A morte não é boa, não é ruim, é como antes de nascer, como um abraço eterno que o mundo nos dá e eu tão perto dela por ter nascido ontem e tão perto dela porque vou morrer amanhã e só quero dormir, dormir pra sentir um pouquinho desse abraço do mundo, pois se todo gato gosta tanto de descanso, imagina o que é dormir assim pra sempre.

Borges, o gato – @borgesogato

Ao André, ao Poteusso que dorme como um gato.

Mestre Poteusso – 26 de maio às 22:18 – @poteusso – http://poteusso.tumblr.com/

Nossa mãe é uma gata

Mãe,

– Seja o Campo de Campo de Santana ou um mercado lá da Barra, nunca moramos num lugar maior que seu coração.

– Aquele carinho gostoso e beijinho gostoso que só mãe sabe dar.

– Passamos o dia todo te esperando chegar do trabalho e dormimos o dia todo só pra chegar mais rápido o horário de te encontrar.

– Te esperamos na porta de casa: um quer colinho e outro quer mostrar uma brincadeira nova.

– E ficamos bobos, nos esfregando feito uns tolos, só pra pegar o seu cheirinho de mãe na gente e cheirar durante o dia pra lembrar.

– Sempre aquele petisquinho gostoso, aquela comidinha gostosa e aquele cuidado que só mãe tem.

– Porque não importa se nascemos de você, ou se fingimos que nascemos de você, se quando te olhamos só vemos uma gatinha.

Te amamos, mamãe gata. Feliz dia das mães.

Ass.: Borges e Christie