Eu não sou Bruxa

 

 

 

 

 

Olá, amiguinhos. Tudo bom?

Eu não gosto desse dia que é hoje não. Não gosto porque não sou bruxa, sou uma fadinha. E tem um monte de gente que cisma em achar que gato é coisa de bruxo, de magia negra e eu que sou uma afrogata, sofro mais ainda, querem beber meu sangue com cachaça. Tá rindo do que? É sério… papai ainda fica tirando essas fotos com abóbora, mas eu quero é tirar foto com o Peter Pan, jogando pozinho de pirlimpimpim! Quem aí pode me ajudar a realizar meu sonho e me dar uma viagem pra Disney??? Vamos?

 

Lambeijos.

Ass.: A gata Christie

Som, som! 1, 2, 3, testando…

Fãs,

Havia um saco de petiscos em cima da geladeira. Havia um gato chamado eu, olhando para os petiscos. Papai percebeu e disse: Borges, não é para comer isso agora, deixe lá quieto. O petisco continuou sobre a geladeira, o gato chamado eu continuou olhando. Papai se distanciou e o petisco saiu de cima da geladeira e veio parar dentro da barriga do gato chamado eu. Papai viu a cena e começou a berrar: para, Borges; larga isso, Borginho! Eu não larguei. Papai pra zombar de mim, disse que comida me deixa surdo, que toda vez que eu olho algo de comer não escuto mais nada que estão falando comigo. Para piorar a situação, papai me puxou pelas orelhas: vem cá, seu safado, vou limpar tuas orelhas, pois acho que você não tá ouvindo bem. E assim foi, papai fez uma faxina imensa nas minhas orelhas e tirou o resto dos petiscos de cima da geladeira. Agora eu já não posso comer, talvez seja por isso que esteja ouvindo tão bem.

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

Esse aí é o líquido que papai usa para tirar minhas ceras.

Papai molha o algodão no removedor de cerúmen pra lascar nos meus ouvidos

Papai me agarrou pelas orelhas e lascou remédio para remover as paredes de concreto que foram erguidas nos meus ouvidos

Esse sou eu com algodãozinho no ouvido, mais conformado com a higiene pessoal

Este é o estado em que sai o algodão, como mais pelos do que cera até, hehehe. OBS.: Papai, tá precisando cortar a unha, né? Tá maior que a minha.

Santo Grey

Fãs,

Fui à casa do meu tio Grey, fazer a nossa tradicional visita de domingo. Às 17h, estávamos sentados à mesa, Christie, eu e Grey, quando o tio disse que não tomaríamos chá, mas sim vinho. Falei ao nobre tio que não me apetecia o álcool e que a Christie era muito nova para beber vinho. Então Grey pegou sua tigelinha d’água e transformou o conteúdo em vinho bem diante dos meus olhos, depois o sujeito tigrado pegou um grãozinho de ração e fez dele milhares de grãozinhos de ração…  eu peguei a Christie pela pata, disse meia dúzia de desaforos para o Grey e fomos embora, enquanto o Grey gritava que ainda tinha muitos outros milagres para nos mostrar como a domesticação de cães por gatos, a cura da coluna do Miguelzinho e a ressurreição dos ratos  Andando pela rua, vi que gatos já anunciavam o tio como profeta felino, que humanos usavam fitinhas escritas com o nome do Mario Grey e que carros levavam a santa imagem do meu tio pendurada no retrovisor. Me recolhi em minha casa, li alguma dezena de livros, mas ainda não achei a resposta se o Grey é um verdadeiro ou falso profeta felino.

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

Grey exercendo seu milagre de domesticar cães. Nesta foto ele está dominando completamente um basset

a imagem do Santo Grey começa a substituir as Nossas Senhoras Aparecidas nos retrovisores dos carros