Por que insistem em me acordar?

Fãs,

Christie não sossega o rabo, literamente. Fica atrás do papai, com seu rabo em pé falando: quero tirar foto com mermão! Quero tirar foto com mermão! Quero tirar foto com mermão! Ela não entende que sou um astro e, como astro que sou, quero dormir e não tirar foto. Quem gosta de tirar foto são esses adolescentes que se acham pseudocelebridades de internet que choram quando ganham unfollow no twitter e que ficam nervosinhos quando são bloqueados no Facebook. Astro de verdade quer aproveitar a vida. Estava eu tirando minha pestana matinal ao som do ar-condicionado e debaixo das cobertas, quando meu travesseirinho começou a balançar, era a Christie subindo nele e papai com aquele flash disparando! Me acordaram, sacanas! Mas aí papai falou: pronto, mal humorado, era só uma foto, pode voltar a dormir. Eu recostei a cabeça de novo e comecei a passear pelo paraíso dos meus sonhos: uma biblioteca cheia de livros com cheiro de peixe.

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

Anúncios

Ensinando a ler

Fãs,

Comecei a ensinar a Christie a ler. Peguei alguns jornais, mas ela prefere ficar em cima deles do que ler. Perguntei se ela sabe o que é alfabeto e ela disse que só sabe o que é o Beto, que é o moço que faz faxina aqui no prédio, mas não tem nem ideia do que seja alfa. Pensei em usar o método Paulo Freire, em começar a ensinar pra ela palavras como ração, água, bebedouro,sono, areia… mas comecei minha aula e ela dormiu… huuuummmm… acho que está faltando-me didática, mas não vou desistir tão fácil assim. Alguma sugestão?

Ass.: Borges, o gato – @borgesogato

Os irmãos Andy e Warhol

Fãs,

Aqui em casa a gente brinca de artista. Tanto que eu tenho na sala da minha casa um quadro surrealista que meu pai fez de mim sob o gênio de Dali, lembra? Aqui ó: clique

Nessa tarde, minha irmã e eu estávamos deitados na cama e olhávamos umas figuras em um livro de arte, muitos com lindas pinturas de gato. Ficamos brincado de ser artista, ela dizia que era Frida, eu dizia que era Rivera, ela dizia que era Picasso, eu dizia que era Goya, depois eu quis ser Andy Warhol e ela também quis. Deu maior briga, pois eu escolhi primeiro. Até que veio o papai, tirou uma foto nossa e falou: mas por que os dois não ficam sendo o Andy Wahrol? Como assim, perguntei. Ora, ele disse, um fica sendo Andy e o outro Wahrol. Eu gostei da ideia e fui logo dizendo que Wahrol era eu, pois é um nome mais forte, Andy é de menininha. Depois papai levou a gente pra frente do computador e ficou horas e horas montando nossas imagens com cores como se fôssemos mesmo pintados por um artista, eu me senti uma obra de arte.

Ass.: Borges, o gato.

Seu prefeito, se liga

Fãs,

No Rio de Janeiro há essa onda de: “tem evento? coloca banheiro químico.” Os banheiros da prefeitura vazam fedor por todos os lados. Os humanos são sujos e fedem, pois eles jogam seus cocôs na água ao invés de enterrar, depois essa água vai pros rios e mares e eles voltam a beber.  Humanos são os seres mais sujos da face da Terra, isso a gente já sabe, mas uma coisa que reivindiquei aqui em casa foi privacidade ao fazer minhas defecações, assim eu posso acabar de ler o sétimo volume de Em Busca do Tempo Perdido de Proust no silêncio do meu banheiro. Então falei pra papai que queria um banheiro fechado igual ao da prefeitura, só que com areia… bom, estou muito feliz, pois expelir a comida é tão importante quanto comê-la (é parte do ciclo alimentar) e agora posso fazê-lo da melhor maneira possível.

Ass.: Borges – o gato – @borgesogato

Muito melhor que os banheiros da prefeitura, olha que belo design

Nosso banheiro tem escadinha e é forrado com plástico, super higiênico

Nossa areia é limpinha e perfumada

Nosso banheiro possui um filtro de odores, o seu possui?

Agora nada como concentrar, relaxar e meter bronca

A Christie relaxou tanto que até dormiu…

Um abraço do tamanho do mundo

Os gatos deveriam viver que nem as tartarugas, disse papai quando soube que tio Poteusso morreu.  Pai estava triste, conversando comigo no seu colo. Mas se os gatos vivessem que nem as tartarugas eles seriam lentos, não pulariam em tudo, não rolariam pelo chão, não correriam barulhentos pela casa. As tartarugas vivem muito porque levam dois dias só pra chegar até o pote de comida, elas vivem mais, mas no final das contas vivem menos. Papai só me olhava sério e disse, mas é que a morte é muito ruim, filho, você é muito novo, não sabe dessas coisas. Papai, você também nunca morreu pra saber alguma coisa dela. A morte não é boa, não é ruim, é como antes de nascer, como um abraço eterno que o mundo nos dá e eu tão perto dela por ter nascido ontem e tão perto dela porque vou morrer amanhã e só quero dormir, dormir pra sentir um pouquinho desse abraço do mundo, pois se todo gato gosta tanto de descanso, imagina o que é dormir assim pra sempre.

Borges, o gato – @borgesogato

Ao André, ao Poteusso que dorme como um gato.

Mestre Poteusso – 26 de maio às 22:18 – @poteusso – http://poteusso.tumblr.com/

Nas pernas de um labirinto enorme

Fãs,

Nossa casa é imensa, tem muitas coisas pra se escalar e para se aventurar. Acompanho minha irmã ainda que ela já esteja crescendo, pois são perigos incontáveis. Há montanhas brancas imensas, uma cordilheira chamada Sofá. Há um portal que mostra a vida em outros lugares que nossa família reverencia e chama de televisão, há o senhor quadrado e nervoso que chamamos de buuum, mas que nossos pais chamam de sofá, há fontes que jorram água, há paraísos gelados, há vales de fogo! Mas, fãs, um dos meus lugares favoritos é o labirinto das grandes pernas de metal. Sempre acompanho minha irmã até ele e nos cansamos de tanto nos perdermos um dos outros e de sermos afastados por pernas que parecem de um gato gigante em plena adolescência. Neste labirinto nos enroscamos em fios e nos vemos refletidos por várias vezes e vemos, também, refletida a casa em que estamos dentro e sabemos que dentro de cada perna há outros gatos morando e se perdendo também por labirintos à espera de um dia nos encontrarmos todos.

Ass.: Borges, o gato. – @borgesogato

Christie e eu extenuados no paraíso das grandes pernas

Preguiça de existir

Fãs,

Não sei vocês, mas sexta-feira me dá uma preguiça de escrever, ler, andar, correr, pensar, brincar… só não me dá preguiça de comer. Às vezes fico tão cansado de tanto dormir que tenho que dormir pra descansar do sono. Vida de gato é muito cansativa, os móveis são todos altos demais pra gente e ter que ficar pulando neles dá maior trabalho, ainda tenho que ficar caçando mosquitinhos, ensinando minha irmã a ser felina… ah, estou precisando me aposentar, colocar esse blog num leilão e gastar todo meu dinheiro com latas de atum!

Lambidas

Borges, o gato – @borgesogato